terça-feira, 6 de setembro de 2011

BRASIL 1 X 0 GANA

GANSO SAI MACHUCADO E SELEÇÃO DE MANO SEGUE APÁTICA!


Nem mesmo contra o time “misto”, a Seleção Brasileira de Mano Menezes conseguiu causar uma boa impressão. Com uma atuação apática e, mais uma vez sem criatividade, o Brasil fez o suficiente para superar os africanos, por 1 a 0, na tarde desta segunda-feira, no Estádio Craven Cottage, em Londres.

Se não apresentou nada de novo, apesar das presenças de Ronaldinho Gaúcho e Leandro Damião, ao menos o jogo serviu para a seleção tupiniquim voltar a vencer. Nos últimos jogos, o time havia amargado empate sem gols contra Paraguai – jogo da eliminação na Copa América – e uma derrota para a Alemanha, por 3 a 2.

A má atuação da Seleção, contudo, não alivia a pressão sobre Mano. Até mesmo a sorte parece jogar contra o treinador, já que os planos do mesmo foram por água abaixo, logo aos nove minutos do primeiro tempo. Ganso saiu machucado e o quarteto formado por ele, Ronaldinho Gaúcho, Neymar e Damião sequer foi testado.

Agora, a equipe verde-amarela volta a campo para uma série de dois amistosos contra a Argentina, utilizando apenas jogadores que atuam no Brasil. Os confrontos são uma reedição da antiga Copa Roca. O primeiro jogo acontece no próximo dia 14 de setembro, em Córdoba. O segundo será no dia 28, em Belém.

Tá feia a coisa, Mano!

Desde os primeiros minutos ficou evidente que, em mais de um ano à frente da Seleção, o técnico Mano Menezes ainda não conseguiu dar um padrão de jogo ao escrete canarinho. Completamente perdido em campo, o Brasil apenas fez ligação direta nos primeiros minutos, principalmente por conta da marcação adiantada de Gana.

O problema na saída de bola ficou ainda mais notório a partir dos nove minutos, quando o meia Ganso teve de sair de campo lesionado para a entrada de Elias. Sem seu único meia com característica de armação, a Seleção foi presa fácil para a marcação da seleção africana, que chegava vez ou outra em velocidade, mas sem assustar muito.

O jogo seguiu sem grandes chances até os 27 minutos, quando Leandro Damião marcou um gol em impedimento. Neymar fez bela jogada pelo meio, deu uma cavadinha por cima dos zagueiros, e artilheiro colorado, adiantado, fez o gol por cobertura, que acabou anulado.

Caminho aberto...

A vida do time verde-amarelo só foi facilitada aos 33 minutos, quando o lateral Opare recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Com um a mais, o Brasil melhorou um pouco e criou duas boas chances. Aos 38, Neymar recebeu na entrada da área e mandou para fora. Aos 41, Após tabelinha com Ronaldinho Gaúcho e Leandro Damião, o santista cabeceou pela linha de fundo.

O primeiro gol, contudo, saiu apenas no último minuto. E quem tirou o “coelho da cartola” foi menos provável dos homens de criação. Aos 45, o meia Fernandinho, que jogou mais recuado, descolou lindo lançamento para Damião. O atacante invadiu a área e bateu cruzado e rasteiro, no canto direito do goleiro.

Hulk entra e melhora, mas...

No segundo tempo, como já era de se esperar, a Seleção foi para o ataque. Mano Menezes sacou Fernandinho e colocou o atacante Hulk para aumentar o poderio ofensivo de seus time. O jogador do Porto mudou a cara do jogo, com sua movimentação pelo lado direito.

Em menos de 20 minutos, o jogador fez mais do que Robinho nas últimas três partidas. Aos quatro e aos oito minutos, Hulk participou de duas jogadas de perigo. Na primeira, ele deu passe para Leandro Damião, que não alcançou a bola. Na segunda, a defesa ganesa tirou antes que o artilheiro do Inter concluísse a gol.

Conforme o tempo passou, porém, o ritmo da partida voltou a cair. Com Gana recuada na defesa, o Brasil abusou da troca de passes laterais e sem muita objetividade. Nos minutos finais, o goleiro Kwarasey ainda fez dois milagres em uma cabeçada de Alexandre Pato e outra cobrança de falta de Ronaldinho. E foi só.


Fonte: Futebol do Interior
(06/09/11, às 08:30)

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics