terça-feira, 10 de abril de 2012

Coluna do Adamastor Chaves

A POLÍTICA, COM RARÍSSIMAS RESERVAS, MUDA O COMPORTAMENTO DO SER HUMANO

Adamastor Bezerra Chaves é Advogado, Geógrafo, Jornalista, Radialista e Comentarista Esportivo.
O Brasil está mesmo demudado. Outrora, quando um fio de cabelo do bigode valia pela palavra do homem, havia mais respeito e responsabilidade naqueles que faziam política. O estadista de ontem tinha melhor concepção sobre as coisas, o povo, a cidade, o Estado, a União. Hoje prepondera o negócio pessoal e não se faz política como antigamente.


Ainda jovem - já passei dos 60 - rememoro muito bem de homens políticos respeitados na Paraíba, contemplados e convictos de suas posturas idealistas. Rui Carneiro, por exemplo, abalizou a minha adolescência pela sua integridade moral, respeito a todos e merecedor de igual deferência. Sua presença era exaltada como certeza de posicionamento honroso.

Foram tantos políticos de ontem, que ainda, com fidúcia, são lembrados com saudade pelos que acompanhavam a política na sua plenitude democrática. Janduhy Carneiro, Alcides Carneiro, Ernany Sátiro, João Agripino, Humberto Lucena, Antonio Mariz, e outros que dignificaram o conceito político paraibano. Dava pra se ouvir o pronunciamento de qualquer um dos acima citados.

Com referência ao legado mais recente temos Ronaldo Cunha Lima, José Maranhão e Vital do Rego como menções. Desses, como os mencionados no parágrafo acima, a população tinha certeza da conduta ética e, se associados às siglas como UDN, PSD, PTB, ARENA ou MDB, se sabia que havia em cada um deles a ideologia partidária sem mutação prévia para atender os seus interesses pessoais.

Nesse tempo de lealdade partidária não se via político migrar com freqüência como se vê na época presente. Na atual conjuntura política brasileira certamente dificilmente se encontra um político que não tenha no currículo duas, três ou mais siglas partidárias. Salvo, se lembro bem, o ex-governador José Maranhão que sempre seguiu uma linha ideológica partidária.

São tantos políticos “pulando de galho em galho” que muitas vezes se olvidam e não sabem nada sobre a sua atual sigla ou ideologia partidária. Isso sem falar nos “papagaios de pirata” que ficam no ombro das autoridades para aparecer na “fita”. Hoje, na verdade vemos de tudo, em se tratando de política. Só falta “boi voar”. Tá bem perto! Na política tudo se consegue.


Por: Adamastor Chaves
(10/04/12)

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics