sexta-feira, 31 de agosto de 2012

ELEIÇÕES 2012 - LUCENINHA EM ENTREVISTA NA PARAÍBA FM


Luceninha destaca propostas para a área de infraestrutura e diz que vai buscar parcerias para execução de obras em Cabedelo

Candidato destacou projeto orçado em mais de R$ 60 milhões para obras de pavimentação, saneamento básico e esgotamento sanitário em diversos bairros e comunidades do município

O candidato a prefeito de Cabedelo pela coligação A União Faz a Força (PMDB, PRB, PP, PT, PTB, PSL, PSC, PR, DEM, PSDC, PRTB, PHS, PMN, PTC, PV, PRP, PSDB, PPL, PCdoB), Luceninha, participou, na tarde desta quinta-feira (15), de entrevista no Programa Polêmica Paraíba, da Rádio Paraíba FM. Durante 40 minutos, o peemedebista apresentou propostas e respondeu às perguntas formuladas pelos apresentadores Gutemberg Cardoso e Rafael San, além de interseções dos ouvintes.

No início da entrevista, o candidato justificou a postulação ao cargo de chefe do executivo afirmando que o fato de ter três mandatos como vereador o qualificam para assumir a prefeitura. “Cabedelo tem consciência daquilo tudo que realizamos e continuamos a realizar”, destacou. “Eu tenho uma convivência muito grande com a população, não vamos olhar só para o mar, vamos olhar também para a população carente”, completou Luceninha.

Em seguida, ele apresentou propostas ousadas para serem implantadas na área de infraestrutura em Cabedelo. Entre elas, um projeto de saneamento, drenagem e pavimentação estipulado em mais de R$ 60 milhões para serem aplicados em obras nos bairros de Intermares, Poço, Camboinha e adjacências.

“Vamos procurar atender aos anseios da população, e um deles é em relação à infraestrutura. O bairro de Intermares, por exemplo, foi saneado há 15 anos e nunca mais recebeu outro investimento nesta área e essa tem sido uma cobrança muito grande por parte da população local. Vamos finalmente atender a essa necessidade, caso seja eleito”, disse o candidato.

Além disso, o projeto inclui também ações de infraestrutura em comunidades carentes, a exemplo de Salinas Ribamar e a reestruturação de toda a Orla de Cabedelo (Beira Mar) beneficiando os moradores da região. Para garantir os recursos, Luceninha prometeu buscar incentivo junto aos deputados e senadores que compõem a bancada federal paraibana no Congresso Nacional.

“Vamos realizar um alto investimento nessas localidades. Em torno de R$ 60 milhões mas, para isso, precisaremos buscar parcerias com a nossa bancada federal na Câmara, e com os senadores Vital do Rêgo, Cássio Cunha Lima e Cícero Lucena, que gostam do município, foram bem votados lá e costumam estar em Cabedelo durante a época de veraneio”, pontuou Luceninha que também não destacou a formulação de parcerias público privadas (PPP).

Força política

O candidato Luceninha também ressaltou que conta com uma força aliada composta por 19 partidos em torno da sua candidatura, além de cinco deputados federais do PMDB e o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, líder do PP que também integra a coligação A União Faz a Força.

“Após anos de esquecimento, chegou a hora dos nossos parlamentares retribuírem a votação recebida em Cabedelo. Vamos solicitar o repasse de emendas de bancada para execução de obras importantes e tão necessárias para o nosso município. Além disso, contamos com a presença do nosso ministro em Brasília, que certamente olhará por nós”, frisou.

Sobre a parceria com o Governo do Estado, Luceninha afirmou que após ser eleito irá procurar o governador Ricardo Coutinho (PSB) para concretizar parcerias com o município. “Mesmo sendo de outro partido e apoiando outra candidatura, ele é governador da Paraíba e não do PSB”, comentou.

“Vamos buscar a parceria da Prefeitura Municipal com o Governo do Estado e com o Governo Federal. Não importa qual partido ou candidatura ele esteja apoiando no município, nós vamos atrás do melhor para Cabedelo, seja com quem for”, garantiu.

Entre as parcerias que o candidato buscará com o Governo do Estado, uma delas será para a conclusão das obras de revitalização do Porto de Cabedelo. “Restam apenas 8% para o término das obras e precisamos desse importante equipamento, que é a porta para o desenvolvimento da Paraíba. Esperamos que, com o apoio do governo e da nossa bancada federal, a obra seja concluída e em breve o nosso porto possa receber navios de 60 mil toneladas, saindo de 9,14 metros de calado para 11 metros,” comentou

Certidões negativas

O candidato também afirmou que assim que assumir o governo municipal irá a Brasília tentar sanar as dívidas do governo municipal com a Previdência Social. Segundo ele, as certidões negativas da Prefeitura de Cabedelo impedem o repasse de recursos federais para o município.

“É um absurdo o que acontece em Cabedelo. Atualmente existem em torno de R$ 50 milhões paralisados devido as certidões negativas da atual gestão. Esse dinheiro deveria ser aplicado em obras do Projeto Orla, mas ficou apenas no papel. A partir do dia primeiro de janeiro, vamos negociar os débitos da prefeitura para que essa verba seja liberada e as obras comecem a ser executadas”, comentou.

Transparência pública

O candidato também afirmou que vai administrar os recursos municipais com transparência perante a população. Segundo ele, haverá a prestação de contas periódica dos valores recebidos pela gestão com o pagamento do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) e Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), entre outros tributos.

“É preciso ter zelo e respeito com a coisa pública e na nossa gestão a população saberá onde será aplicado cada recurso recebido pelo município. Para se ter uma ideia, Cabedelo é hoje a terceira maior arrecadação de ICMS na Paraíba, às vezes até ultrapassando Campina Grande, que é a segunda.”, frisou.

Sustentabilidade

Por fim, Luceninha citou a assinatura de carta-compromisso com o Programa Cidades Sustentáveis, no qual se comprometeu a estabelecer um plano de metas visando a sustentabilidade, assim que assumir a prefeitura daquele município. O documento visa sensibilizar, mobilizar e oferecer ferramentas para que as cidades se desenvolvam de forma ambiental, social e econômica, mas sem causar danos à qualidade de vida da população e ao planeta.


Fonte: I2 Inteligência (Assessoria de Imprensa)
(31/08/2012)

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics