sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Crônica - A Senoide Botafoguense


Se pudéssemos demonstrar graficamente o comportamento do Botafogo nos últimos jogos, com certeza teríamos algo muito parecido com uma forma de onda senoidal, com período e frequência definida, ou seja, um tempo do jogo em alta, outro em baixa.

Um começo de jogo avassalador, seguindo por uma diminuição de ritmo até a mais completa falta de criação e ofensividade, tornando-se uma equipe previsível, que alimenta as esperanças do adversário, atraindo para si uma pressão desnecessária. Esse tem sido o comportamento do time do Botafogo ultimamente.

Segundo o treinador Marcelo Vilar, a situação foi percebida, e não existe uma causa específica, mas, um conjunto de problemas que deverão ser discutidos com o grupo, para que seja possível identificar os erros e procurar corrigi-los o quanto antes, para isso, os treinos serão intensificados neste período momesco, porque o próximo desafio será fora de casa, diante a equipe do Nacional de Patos, na quarta-feira de cinzas (13), às 20h30, no José Cavalcanti.

De acordo com o gerente de futebol do Botafogo, Giancarlo Dantas, a programação de treinos durante o carnaval obedecerá ao seguinte cronograma:

08/02 – Reapresentação no CT da Maravilha, às 15h00;
09/02 – Treinos nos dois expedientes;
10/02 – Folga;
11/02 – Treina à tarde;
12/02 – Treina à tarde e viaja para Patos à noite, por volta das 20h00.

Outro ponto levantado pelo treinador Vilar, que tem atrapalhado o desenvolvimento de alguns atletas, são as constantes reclamações de contusões, o treinador disse que precisa de jogadores totalmente em condições de disputar uma partida completa. “Temo que essas contusões se alastrem dentro do grupo”, frisou Vilar em entrevista após a partida diante o Atlético.

Se não vejamos, o Botafogo possui uma campanha no atual certame que há tempos não se via nas hostes botafoguenses, lá se foram nove rodadas e o time estrelado da capital não sabe o que é derrota, venceu sete e empatou duas, com um detalhe, teve gols legítimos mal anulados nos dois jogos em que empatou, caso contrário estaria com 100% de aproveitamento na competição estadual, entretanto, o desperdício de oportunidades de gols tem complicado bastante o time do Botafogo em suas apresentações, gerando duas condições indesejáveis, a primeira é deixar de “matar” o jogo logo no início da partida, a segunda, é que as chances desperdiçadas estão alimentando o poder de reação dos adversários no decorrer das partidas.

Baseado nos fatos relatados, qual seria o momento ideal para a diretoria providenciar algumas contratações? Agora, que o time é líder isolado do campeonato e não perdeu nenhuma partida, ou depois da primeira derrota, sim, porque mais cedo ou mais tarde é natural que o Botafogo venha sofrer alguma derrota, de forma que o maior receio do Torcedor neste momento é de o time nadar, nadar, e morrer na praia.

Se não bastasse os problemas do Botafogo em si, ainda temos a má qualidade das arbitragens, que tem prejudicado o time em praticamente todos os jogos, e as armações do extracampo contra o Botafogo que começam a surgir, inclusive com a possibilidade de o Botafogo perder o mando de campo nas vésperas do clássico tradição diante o Treze de Campina Grande.

A Primeira Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba já divulgou edital de convocação para julgar denuncia do procurador da Primeira Instância, Tiago Sobral, contra Botafogo. O clube estaria incurso no artigo 213, inciso III do CBJD. A denúncia do procurador Tiago Sobral tem como base o relatório do árbitro Clizaldo Luiz Maroja, que aponta comportamento não adequado dos torcedores de Botafogo na partida contra o CSP, pela primeira rodada do Campeonato Paraibano.

O interessante nisso tudo é que ainda dizem por aí que, por ser de João Pessoa, o Botafogo é o time protegido da FPF, que a arbitragem sempre favorece ao Botafogo, e que a maioria dos títulos conquistados pelo Alvinegro da Estrela Vermelha aconteceu com irregularidades. Meu Deus...

Contra tudo e contra todos! O Botafogo luta para recuperar a hegemonia do futebol paraibano há nove anos, não tem sido nada fácil a situação dos Torcedores e dirigentes botafoguenses, que procuram defender este Clube com “unhas e dentes”, entretanto, caso o Botafogo venha se sagrar Campeão Paraibano 2013, uma coisa é certa, será a maior festa popular já vista dentro do futebol paraibano em todos os tempos, porque ninguém no Botafogo aguenta mais tanta injustiça.

NAÇÃO BOTAFOGUENSE – RUMO À VITÓRIA SEMPRE!!!


Fábio Fernandes

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics