sexta-feira, 3 de maio de 2013

Destaque Nacional - Campanha “Tire o Respeito do Armário” é destaque em revista da Fiocruz



A campanha de enfrentamento à homofobia “Tire o Respeito do Armário”, lançada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, foi destaque da edição de maio da revista Radis, editada pela Escola Nacional de Saúde Pública, unidade da Fiocruz, que existe há 30 anos.
A revista tem 80 mil assinantes em todo o país e o público-alvo são os gestores, profissionais, pesquisadores e estudantes de saúde coletiva. Segundo o editor adjunto Adriano De Lavor, a linha editorial da revista é na defesa do SUS, discutindo políticas públicas de saúde e suas interfaces com cidadania, direitos humanos, trabalho, educação e outros temas.
A campanha “Tire o Respeito do Armário” foi destaque na página Expressões e Experiências e também foi citada na reportagem de capa “Respeito faz bem à Saúde”, que aborda a Política Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, avalia os desafios e avanços, bem como discute de que maneira o atual cenário repercute na determinação social da saúde desta população.
A secretária da Mulher e da Diversidade Humana Gilberta Soares, disse que a divulgação da campanha na conceituada revista Radis representa o reconhecimento de ações de políticas para o público LGBT e de enfrentamento à homofobia. Em entrevista à revista, ela fez uma breve análise sobre a experiência da campanha e destacou também os resultados da aplicação da política, como a implantação do Comitê Estadual de Saúde da População LGBT e o ambulatório de transexualização no Estado.
“Distribuímos cartazes e informativos em organismos públicos da saúde, assistência social e educação, além de setores privados em todo o Estado. Diariamente, publicamos banners eletrônicos na rede social, incentivando a adesão das pessoas. O interessante é que a campanha teve uma grande repercussão. Até hoje, 142.960 pessoas visualizaram o nosso álbum no Facebook. Nos eventos governamentais e não governamentais,  convidados da gestão pública, sociedade civil organizada e população em geral participam de sessões de fotografias, vestindo a camisa temática da campanha”, explica Gilberta Soares.
A Conselheira Nacional de Saúde, Fernanda Benvenutty, também foi destaque na revista da Radis. Ela considera que travestis, assim como os transexuais, são uma parcela suscetível aos ataques, já que estão mais expostas a situações de vulnerabilidade, principalmente as que vivem como trabalhadoras do sexo.
Segundo Gilberta Soares, este ano será lançado à continuidade da campanha para atingir os municípios do interior da Paraíba e estudantes da rede pública do Estado. “O objetivo dessa campanha é levantar o debate na sociedade e mobilizar a população pelo fim da homofobia. Convidaremos à população a “vestir” a causa. Muitas pessoas afirmam que vestiram a camisa por acreditarem que simples gestos como este podem fazer a diferença. Quanto mais pessoas divulgarem a campanha, maior será a conscientização social”, disse.
A reportagem completa pode ser acessada no link www.ensp.fiocruz.br/radis

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics