quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Carta renúncia do prefeito de Cabedelo, José Maria de Lucena Filho (Luceninha-PMDB).



Ao povo de Cabedelo

Luceninha - Foto: Fábio Fernandes.
Há onze meses exerço com orgulho o mandato que o povo de Cabedelo me confiou para administrar essa cidade que amo. E é para esse povo que me dirijo agora para anunciar uma decisão sofrida, solitária, mas muito pensada e de caráter irrevogável. Depois de noites insones refletindo sobre o caminho que deveria seguir cheguei a conclusão que a história de um homem público deve ser escrita com a caneta da coragem. E coragem é ter a capacidade de assumir seus limites, de só ir onde suas pernas podem suportar. Ter coragem, às vezes, é aceitar que não podemos ir além, mesmo sabendo que iremos decepcionar aqueles que amamos e que em nós depositaram a sua confiança.

Administrar Cabedelo é uma honra da qual me orgulharei para o resto da vida. Mas a glória do poder carrega com ela sabores inimagináveis. Tarefas árduas, missões difíceis rondam a cadeira cobiçada. Agradeço a Deus a oportunidade de realizar o sonho acalentado; à minha família, pelo amor incondicional; aos servidores da Prefeitura, pela dedicação; aos amigos pelo apoio de todas as horas; e ao povo de Cabedelo peço perdão por não cumprir até o fim todas as promessas feitas. A todos, peço a compreensão para que não me julguem, apenas acreditem que está acima das minhas forças suportar o fardo que hoje carrego.

De cabeça erguida deixo a Prefeitura de Cabedelo nas mãos do companheiro Leto que tem toda a competência para levar adiante o novo tempo começamos a construir nesta cidade. Como cidadão, continuarei trabalhando pelo seu desenvolvimento. Peço o apoio da população e a ajuda da Câmara Municipal para que o companheiro Leto possa governar até o final da gestão. Entrego neste momento os destinos da minha querida Cabedelo ao vice-prefeito Leto que assumirá a titularidade a partir de agora conforme preconiza a Lei Orgânica do Município.

Se nessa jornada a alguém magoei ou prejudiquei, peço que me perdoe. Se alguém pude ajudar de alguma forma, fico feliz que não tenha sido em vão. A todos, estarei sempre de portas abertas em minha casa, no seio de minha família, como sempre estive. Fiquem com Deus.


José Maria de Lucena Filho (Luceninha)


0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics