quinta-feira, 22 de maio de 2014

Prefeito de Cabedelo participa de Fórum sobre administração e preservação da Fortaleza de Santa Catarina.



O Prefeito de Cabedelo, Leto Viana, participou, nesta quarta-feira (21), do Fórum ´Fortaleza de Cabedelo: Patrimônio Brasileiro`. O evento, que aconteceu na própria Fortaleza, segue até a próxima sexta-feira (23) e pretende propor e indicar diretrizes para elaborar um Plano de Gestão Estratégica para o local, que é um dos pontos turísticos e históricos mais importantes do país.

O Fórum, que é uma promoção do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com o IFPB – Campus Cabedelo, através do Núcleo de Pesquisa e Defesa do Patrimônio Cultural de Cabedelo (Nuppacc), e com a Secretaria do Patrimônio da União da Paraíba (SPU), reuniu representantes de todas essas entidades, e ainda autoridades locais, como a primeira dama e vereadora Jaqueline Monteiros, os secretários municipais de Turismo, Omar Gama; de Cultura e Comunicação, Walmarques Júnior; de Meio Ambiente, Walber Marques, e da Educação, Clecy Alves, entre outras autoridades e representações da sociedade civil.

Segundo a superintendente da SPU, Daniela Bandeira, o evento está promovendo a discussão, com todos os interessados, sobre a melhor forma de gerir a Fortaleza, junto com o Iphan, que ao lado da Fundação Fortaleza de Santa Catarina  administrou o local por 20 anos. “O que queremos é conversar com a população sobre a maneira mais adequada de administrar esse patrimônio brasileiro, que é nosso também. E faremos isso ouvindo os cidadãos, os órgãos que hoje respondem pelo local, para que possamos unir, em prol da Fortaleza, poder público e sociedade civil”, destacou.

Até o dia 23 serão realizadas, no IFPB de Cabedelo, mesas redondas, grupos de trabalho e uma plenária final para votação das diretrizes estabelecidas pelos grupos, além da formulação do Plano de Gestão Estratégica da Fortaleza de Santa Catarina, que, hoje, está aos cuidados de entidades civis, como a Fundação Fortaleza de Santa Cataria e a Associação Artístico Cultural de Cabedelo (AACC).

“Quando o Iphan e o IFPB, junto com a SPU, pensaram esse debate, foi no sentido de atender a um anseio da população que usufrui desse espaço tão privilegiado, que é a Fortaleza. Querermos discutir, de forma democrática e aberta, a melhor maneira de usar e administrar esse local. Mas, antes de tudo, queremos fazer isso de forma a estabelecer diretrizes que atendam a um princípio institucional, que prevê que a preservação de um patrimônio nacional deve ser realizado de forma conjunta, entre poder público e sociedade civil”, explicou o superintendente do Iphan, Cláudio Nogueira.

O Prefeito Leto Viana destacou a importância da Fortaleza para a cidade de Cabedelo e para o país como um todo, e se colocou à inteira disposição para ajudar e firmar parcerias que promovam, ainda mais, o espaço, desde que tudo seja feito dentro da legalidade. “De nossa parte, os órgãos e entidades que forem administrar a Fortaleza terão em nós grandes parceiros, desde que tudo seja feito dentro dos conformes da lei, que cada um cumpra seu papel e preste conta de sua atuação junto à esse espaço, que fortalece e dá muito orgulho a nós cabedelenses”, afirmou o prefeito.

Administrações - No início de 1991, a AACC passou a manter a Fortaleza de Santa Catarina e, em dezembro de 1992, houve a criação da Fundação Fortaleza de Santa Catarina, que atualmente é responsável pela preservação e manutenção do local. “Antes de tudo, temos que ter a consciência de que a Fortaleza é um patrimônio do povo e, como tal, precisa ter seu valor e sua importância reconhecidos. Sabemos que contamos com o apoio do prefeito Leto que, enquanto vereador, contribuiu muito para a preservação desse nosso patrimônio, e queremos continuar a fazer com que a Fortaleza se mantenha, divulgando nossa cidade, sua cultura e as riquezas que aqui temos”, destaca o presidente da Fundação, Oswaldo Carvalho.

O IFPB, campus Cabedelo, pretende usar a Fortaleza como espaço para o Nuppacc e ajudar a desenvolver pesquisas e projetos que valorizem o espaço. “O Forte de Santa Catarina é um dos maiores da América Latina, mas pouco valorizado por nós paraibanos. O IFPB quer fazer parte desse projeto, desenvolvendo ainda mais atividades culturais e de pesquisa, divulgando e mantendo a Fortaleza viva”, defende professora do curso técnico em Meio Ambiente do IFPB, Valéria Goes.

A Fortaleza – Localizada em Cabedelo, a Fortaleza de Santa Catarina foi tombada pelo Iphan em 1938 como Patrimônio Nacional e é um importante centro de ativação cultural, além de ser um espaço de atuação de grupos culturais e de grande potencial turístico.

Sua construção inicial, possivelmente, data de 1586, com participação de mão-de-obra portuguesa, espanhola e indígena. Durante a ocupação holandesa, entre 1634 e 1654, sofreu melhoramentos e reformas.

Inserida no Porto de Cabedelo, a Fortaleza teve seu entorno ocupado por construções vinculadas ao projeto portuário, que trouxe nos seus planos de ampliação novos desafios, perigos e potencialidades á preservação monumental.


Fonte: PMC


0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics