sábado, 9 de abril de 2016

HORA DO ENEM 'Programa melhora chances de quem não pode pagar cursinho'



Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
A presidenta Dilma Rousseff destacou que a plataforma de estudo interativa do programa Hora do Enem, oferecida pelo Ministério da Educação, dará a oportunidade para que todos os estudantes do último ano do Ensino Médio façam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em condições de igualdade. “Vamos permitir que melhore o desempenho de quem não tem como pagar um curso específico”, disse a presidenta, em discurso durante o lançamento do programa, na tarde desta terça-feira (5), no Palácio do Planalto.

A plataforma Hora do Enem, disponível na internet e como aplicativo para android, vai oferecer mais de 600 videoaulas, simulados e milhares de exercícios, abrangendo toda a matriz de conteúdo do Enem. Com base em um diagnóstico individual, a ferramenta irá sugerir um plano de estudos personalizado para cada estudante, de acordo com o curso desejado.

 “Na medida em que vai permitir que se coloque à disposição do aluno um conjunto de programas que ele pode assistir, que ele pode ter acesso, que ele pode escolher […], irá garantir que o estudante tenha uma diversidade de acessos e, portanto, tenha cada vez mais uma melhoria na sua oportunidade”, reforçou Dilma.

A presidenta também lembrou que o programa irá oferecer quatro simulados antes do Enem, nos meses de abril, junho, agosto e outubro, e que, durante esses simulados, os estudantes poderão perceber onde precisam melhorar e onde estão bem.

“O Hora do Enem vai permitir que se coloque à disposição do aluno um conjunto de programas a que ele pode ter acesso e escolher, além de utilizar nossa rede de TVs comunitárias e educativas. É um programa para as Jessicas [personagem do filme Que Horas Ela Volta] de nosso país. Um dos compromissos mais importantes do meu governo é, e será sempre, a democratização do acesso ao Ensino Superior.” 

Para Dilma, a educação é a garantia de que os avanços  sociais dos últimos 14 anos não retrocedam, já que atualmente a economia está baseada no conhecimento. 

“É muito importante quando a gente pensa que nesse processo dos últimos 14 anos, em que milhões de brasileiros saíram da miséria, milhões de brasileiros ascenderam às classes médias, o que garante que não tenha volta atrás é a educação. […] Temos também de, ao mesmo tempo, preocupar-se com o fato de que nós vivemos numa época em que a economia está baseada no conhecimento. O conhecimento talvez seja o maior instrumento de agregação de valor.” 

Cronograma

No dia 30 de abril será realizado o primeiro simulado on-line para todos os 2,2 milhões de estudantes do último ano do Ensino Médio das redes públicas e particulares. Ainda estão previstos mais três simulados: dias 25 de junho, 13 de agosto e 8 e 9 de outubro. As provas seguirão o mesmo formato das questões do Enem.

Caso o estudante não tenha computador em casa, o MEC oferecerá acesso em universidades e institutos federais, instituições particulares e escolas Estaduais de Ensino Médio. Para isso, é necessário fazer inscrição para os locais de prova de 11 a 15 de abril, por meio da plataforma Hora do Enem.

Programa de TV “Hora do Enem”

Com estreia prevista para maio, o novo programa da grade da TV Escola ajudará na preparação dos estudantes com dicas de especialistas e comentários de professores. Com duração de meia hora, será exibido todos os dias às 18h, com reprise às 7h, 13h e no fim de semana. Mais de 40 canais de todo o Brasil, entre TVs universitárias e canais Estaduais, irão reproduzir o programa em suas grades.


Fonte: Portal Brasil, com informações do Blog do Planalto

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics