terça-feira, 19 de abril de 2016

Prefeitura de Cabedelo decreta situação de emergência e Comissão visita pontos de apoio às famílias atingidas pelas chuvas.



Foto: Michael Sampaio (Secom Cabedelo).
A Prefeitura Municipal de Cabedelo decretou, desde ontem (18), situação de emergência na cidade por conta das fortes chuvas que caíram durante o fim de semana. Nesta terça-feira (19), a Comissão formada para identificar e minimizar os transtornos causados pelas precipitações visitou os alojamentos montados para abrigar as famílias prejudicadas, localizados nos Ginásios do Renascer II e Oceania (Jacaré).

A visita faz parte do plano de ação adotado pela PMC e teve por objetivo ouvir in loco a população assistida e identificar possíveis demandas. Segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), choveu, da sexta (15) para o sábado (16), 311,8 mm em Cabedelo, ultrapassando em 20% a média esperada para todo o mês de abril. 

Tendo à frente a primeira-dama Jacqueline Monteiro e o secretário da Ação e Inclusão Social (Semais), Euzo da Cunha Chaves, o grupo visitou os pontos de apoio montados pela PMC, bem como residências localizadas em locais de alagamentos no bairro do Renascer.

“Desde sábado, quando a Comissão foi formada, estamos em campo seguindo o objetivo do plano de ação traçado, que é o atendimento emergencial e a atenção às demandas da população carente e que encontra-se em situação de risco no nosso município. Elencamos pontos estratégicos de apoio, considerando a população circunvizinha mais carente e onde foram identificados os locais mais críticos. A Semais, em conjunto com as demais Secretarias, está em estado de alerta, de plantão constante identificando as áreas mais atingidas, realizando visitas e anunciando ações de apoio à comunidade”, disse Jacqueline. 

A PMC disponibiliza nos ginásios, colchões, cobertores e travesseiros, cedido pela Defesa Civil Estadual. Além de abrigar as famílias, os pontos de apoio oferecem café da manhã, almoço e janta. A segurança dos locais está a cargo da Guarda Civil Municipal e uma equipe de saúde também está a postos para melhor atender a comunidade. 

“Com as precipitações, toda a cidade foi afetada. Todas as Secretarias estão empenhadas em atender as demandas que são identificadas no município. Identificamos, inicialmente de oito a dez pontos críticos, e voltamos nossa atenção para atender a população e resolver emergencialmente problemas de infraestrutura. Com o anúncio desses pontos de apoio, algumas pessoas têm nos procurado e, de nossa parte, buscamos identificar os mais necessitados, mediante as informações que estamos obtendo nas visitas domiciliares e nos chamados”, concluiu Euzo.  

Além do atendimento social, a PMC também vem realizando, por meio da Secretaria de Infraestrutura, desobstruções de galerias e aberturas de valas para o escoamento da água nas comunidades mais atingidas, a exemplo do Conjunto Esperança, Oceania e Jardins Alfa, Beta e Gama. 

Situação de emergência – O principal objetivo do decreto de situação de emergência é agilizar a recuperação dos estragos, permitindo a contratação de pessoal e compra de equipamentos sem a necessidade do processo de licitação. Na prática, a situação de emergência trata-se de uma espécie de sinalização. 

Com a publicação do decreto, está autorizada a mobilização de todos os órgãos municipais. Os trabalhos terão como objetivo ações imediatas de reconstrução das áreas atingidas. O decreto da situação de emergência ainda possibilitará que a PMC solicite ajuda financeira do Governo Federal.

Além disso, a situação permite a convocação de voluntários, cuja função será reforçar as ações emergenciais. Dentre as ações previstas para eles, estariam realizações de campanhas de arrecadação de utensílios materiais junto à comunidade.


Secom Cabedelo

Fonte: PMC

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics