segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Creas/Cabedelo presta serviços de apoio especializado a famílias e indivíduos vítimas de violação de direitos



O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) é uma unidade estatal de abrangência municipal para prestação de serviços especializados e continuados às famílias com crianças, adolescentes, mulheres, idosos e pessoas com deficiência em situação de risco pessoal e/ou social. O serviço se constitui num polo articulador e coordenador da proteção social e especial de média complexidade.

O Centro tem como objetivo prestar atendimento especializado às vitimas de violência física, psicológica, negligência, abuso sexual, exploração sexual comercial, patrimonial e moral, assim como outras formas de violência.

“Esse serviço está pautado em três pilares. O primeiro deles é o Programa de Atendimento Especializado a Família (PAEF), que é o serviço que preconizamos e que constitui a própria atenção especial a famílias e indivíduos. O segundo pilar é a abordagem social, que são as abordagens de rua que fazemos com o objetivo de sensibilizar, principalmente os moradores de rua, para que eles possam adentrar aos serviços que são prestados pelo município. Por fim, o atendimento a adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas, que são determinados pelo Judiciário”, explicou a coordenadora do Creas, Anne Valéria Ferreira de Freitas.

De acordo com Anne, trata-se de uma proteção integral à família e não só a pessoa que teve o direito violado. Para os casos dos adolescentes em cumprimento de medidas em regime de liberdade assistida ou de prestação de serviço à comunidade, por exemplo, o trabalho desenvolvido pelo Creas envolve o atendimento socioeducativo, psicossocial (a cargo de psicólogos), assistentes sociais e pedagogos. Os acompanhamentos não são exclusivos para o adolescente e, sim, para todo contexto familiar.

Paralelo a isso, o serviço promove palestras, através do Creas Intinerante, nos serviços da rede socioassistencial, como Postos de Saúde da Familia (PSF’s) e nas escolas. Também são realizados estudos de casos com a rede para discutir os encaminhamentos que os usuários necessitam. Além disso, o Creas presta atendimento especializado ao grupo LGBT e trabalha, em parceria com o Ministério Público e Judiciário da comarca de Cabedelo, os princípios da Justiça Restaurativa.

Atualmente, o Creas presta assistência, dentro do Programa de Assistência Especializada a Famílias (PAEF), a 66 famílias envolvidas em ciclo de violência ou de direitos violados. Já nos casos de Medidas Socioeducativas, o serviço atende um contingente de 69 adolescentes, sendo 39 em liberdade assistida e 30 com prestação de serviço a comunidade. 

Atuação – A equipe técnica multiprofissional do Creas é formada por assistente social, psicólogo, orientador social, advogado e pedagogo. O serviço é acessado através de denúncias que, ao chegarem, são apresentadas, estudadas e discutidas pela equipe.

“A denúncia é apresentada para a equipe e coordenação. Apresentamos, fazemos o estudo do caso e o direcionamos para o profissional que ficará responsável pela sua condução. Temos sempre o cuidado de apresentar a denuncia, de realizar o estudo detalhado, lançando um olhar rebuscado e especializado do profissional”, comentou Anne Valéria. 

De acordo com ela, as denúncias partem de fontes específicas, como do Conselho Tutelar, das escolas do município e do estado, do Ministério Público, do Judiciário, do Centro de Referência em Assistência Social (Cras), dos serviços de Saúde, assim como de todos os âmbitos dos serviços municipais. Recebem, também, demandas oriundas de outros municípios que estão com munícipes de Cabedelo.

Além dessas fontes, a população pode fazer denúncias utilizando-se dos canais disponibilizados, como o Disque 100, correspondente às denúncias de violação dos direitos humanos em âmbito nacional, e o 123, dos direitos humanos estadual. A demanda espontânea também é manifestada por meio do telefone do Creas (3250.3159) e do email creas_cabedelo@hotmail.com . 
“Nós recebemos a denúncia através de um desses canais, fazemos a busca ativa e, a partir daí, averiguamos a situação e, confirmado a violação ou o abuso, abrimos o processo e fazemos a escuta, o acolhimento e o acompanhamento do caso. Se o caso não puder ser resolvido no âmbito do Creas, encaminhamos para o Ministério Público ou para a Justiça”, concluiu Anne Valéria.

O Creas/Cabedelo está localizado à Rua João Vitaliano, 268, (Rua do Supermercado Assis e da caixa d’água), Ponta de Matos, e funciona todos os dias, de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h, sem fechar para o almoço.


Secom Cabedelo

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics