quarta-feira, 22 de março de 2017

PMC oferece apoio e suporte para educação às pessoas com Síndrome de Down



(Imagem: Design Secom Cabedelo) - 
No Dia Internacional da Síndrome de Down – 21 de março, Cabedelo lembra as ações voltadas às pessoas que possuem essa condição genética na cidade. Por meio do setor de Inclusão da Secretaria de Ação e Inclusão Social (Semais), a Prefeitura mantém um cadastro das pessoas com Down e presta todo o tipo de assistência necessária para sua qualidade de vida.

Atualmente, Cabedelo conta com 12 pessoas cadastradas na Inclusão da Semais. Elas recebem apoio da Prefeitura para se deslocarem de Cabedelo a João Pessoa, onde frequentam instituições voltadas ao atendimento especializado da Pessoa com Síndrome de Down, como a Funad e a Pestalozzi.

Dessas 12, 11 são alunos matriculados na rede municipal de ensino. Nas escolas, eles contam com o apoio de cuidadores individuais, que os auxiliam no aprendizado e oferecem todo o suporte necessário para o seu bom rendimento escolar. 

“Nosso trabalho com as pessoas com Síndrome de Down no município é voltado para dar a elas todo o suporte e apoio necessários para que possam ter uma vida normal, como qualquer outra. Oferecemos transporte para elas se deslocaram até João Pessoa, pois lá é onde funcionam as principais instituições de apoio às pessoas com Down. Além disso, junto com a coordenação de Educação Inclusiva, encaminhamos essas pessoas à rede municipal de ensino. Nas escolas, elas recebem toda a atenção para que se desenvolvam de forma igualitária e completa”, destaca a coordenadora de Inclusão da Semais, Edna Maria. 

Para a primeira-dama Jacqueline Monteiro, madrinha da Inclusão Social, o trabalho que vem sendo realizado na cidade voltado às pessoas com deficiência e com Síndrome de Down é reconhecido e louvável. Jacqueline lembra, no entanto, que muito precisa ser feito para garantir uma qualidade de vida ainda melhor para essas pessoas.

“Nosso trabalho é de formiguinha. Pouco a pouco, vamos construindo um futuro melhor para as pessoas com deficiência e com Down na cidade. Até junho, por exemplo, vamos fazer um censo para determinar com exatidão qual é a população que possui alguma deficiência e/ou precisa de cuidados especiais e direcionados. A partir daí, vamos construindo uma política pública eficaz e duradoura voltada para essas pessoas, que merecem ser lembradas todos os dias e, sobretudo, merecem que lutemos e respeitemos seus direitos”, destaca. 


Secom Cabedelo

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics