quinta-feira, 17 de novembro de 2011

PISO SALARIAL DOS PROFESSORES NA PB

FOLHA DE SÃO PAULO APONTA PARAÍBA COMO MAIOR PISO SALARIAL PARA PROFESSORES…


A Paraíba é o Estado nordestino que paga o maior piso salarial aos professores da educação básica da rede estadual de ensino. Além disso, os docentes paraibanos, juntamente com os de Sergipe, são os únicos que têm garantia de tempo mínimo de 33% da carga horária de trabalho, destinado a atividades extraclasse.

As informações foram divulgadas em reportagem publicada na edição desta quarta-feira (16) do jornal Folha de S. Paulo. Conforme apresentado na matéria, o piso recebido pelos professores na Paraíba é de R$ 1.235 para uma carga horária de 40 horas semanais. O valor corresponde a uma projeção, já que no Estado é adotada a jornada de 30 horas de trabalho por semana, com vencimento inicial base de R$ 926,17.

Proporcionalmente, o salário paraibano é 29,8% superior ao determinado pelo piso salarial nacional previsto em legislação a professores da educação básica, que é de R$ 1.187, para uma jornada de 40 horas semanais.

Além disso, somado ao piso inicial, o professor em sala de aula, na Paraíba, recebe um acréscimo de R$ 230, referente a uma bolsa-desempenho, oferecida pelo Governo do Estado. Extraclasse – A lei também assegura que os docentes passem ao menos 33% da carga horária de trabalho desenvolvendo atividades extraclasses. O tempo fora das salas de aula deve ser destinado ao atendimento de estudantes e preparação de aulas.

A matéria da Folha de São Paulo mostrou que, no País, apenas nove estados cumprem a determinação, entre eles a Paraíba. Inclusive, no Nordeste, os professores paraibanos e os sergipanos são os únicos que possuem o tempo mínimo de jornada extraclasse garantido. Os vencimentos dos professores da rede pública estadual na Paraíba ainda podem ser acrescidos por gratificações, que variam de acordo com o tempo de serviço e certificações de qualificação profissional, como cursos de pós-graduação.

O piso com o máximo de gratificações pode chegar, para uma jornada de 30 horas semanais, a R$ 1.625,42, fora o acréscimo de R$ 230, da bolsa-desempenho.

Formação continuada – Atualmente, a Secretaria de Estado da Educação (SEE), em parceria com a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), oferece a cerca de 13 mil professores da rede estadual a primeira etapa da Formação Continuada.

Trata-se de uma capacitação dos profissionais, que acontece de forma presencial e semipresencial, com carga horária de 180 horas, distribuídas nos sábados, totalizando 60 horas de curso presenciais e 120 horas não presenciais. A Formação Continuada ocorre em etapas e, quando o professor chegar a 400 horas de capacitação, ganha certificação correspondente a uma especialização.


Secom-PB

Fonte: Paraíba Hoje

(17/11/2011)


0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics