sábado, 14 de janeiro de 2012

TRABALHADORES DO PORTO DE CABEDELO AMEAÇAM PARAR. OBRAS DA DRAGAGEM ESTÃO PARADAS HÁ 5 MESES, PREJUDICANDO A MOVIMENTAÇÃO NO PORTO:


Paralisadas há mais de 5 meses, as obras para dragagem do Porto de Cabedelo impedem que navios cargueiros de grande porte atraquem no cais. Burocracia e desinteresse das autoridades são apontados como as causas da demora na conclusão do trabalho, que deveria ter sido finalizado em novembro de 2011. Insatisfeitos, trabalhadores do Porto de Cabedelo ameaçam paralisar as atividades.

Aproximadamente 91% do trabalho de ampliação da profundidade do acesso para navios cargueiros já foi concluído, segundo levantamento feito pelo Comitê em Defesa do Porto de Cabedelo. De acordo com o presidente do comitê, Márcio Albuquerque Madruga, falta apenas fazer a derrocagem, que é a retirada de pedras e arenito que impedem a fluidez dos navios de grande porte. “É o tipo de obra que não funciona se não estiver 100%. Essa etapa precisa ser feita para que possamos ampliar a potencialidade do porto”, afirmou.

Para avaliar o quadro e traçar estratégias para resolver a questão, representantes do Comitê em Defesa do Porto de Cabedelo estiveram reunidos ontem na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Aquaviários e Aéreos, na Pesca e nos Portos da Paraíba (CONTTMAF), em Cabedelo.

O delegado da CONTTMAF, Rosivando Neves Viana, denunciou que o que ocorreu na verdade foi um erro de cálculo no projeto que acabou resultando na paralisação da obra. No lugar de areia, como se pensava no projeto inicial, após a primeira etapa da dragagem o que tinha no solo eram pedras, que precisam de um equipamento especial para serem retiradas.

Por conta da indefinição, Rosivando Viana disse que há possibilidade de realizarem uma paralisação a fim de pressionar o governo federal a liberar de uma vez os recursos. Caso a greve seja deflagrada, uma média de 500 trabalhadores irão cruzar os braços. A decisão afetará a carga e descarga de mercadorias no local.

Angélica Nunes

Fonte: Jornal da Paraíba
(14/01/2012)

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics