segunda-feira, 23 de julho de 2012

Botafogo da Paraíba reduz em R$ 800 mil sua dívida trabalhista


O Botafogo Futebol Clube, de João Pessoa, conseguiu reduzir sua dívida trabalhista de 1,2 milhões para R$ 400 mil. O clube tinha 33 processos na Justiça do Trabalho da Paraíba e o presidente, Nélson Lira, decidiu buscar a conciliação.

O primeiro passo foi reunir todos os processos no Núcleo de Conciliação (Nucon). Requereu e foi atendido pelo presidente do Tribunal do Trabalho, desembargador Paulo Américo Maia Filho.

As audiências foram marcadas pela juíza Nayara Queiroz Mota e já acontecem há cerca de um mês. Faltam apenas três processos para zerar o passivo trabalhista. "O Botafogo será, talvez, um dos únicos clubes do Brasil a não ter dívidas trabalhistas e terá o orgulho de retirar uma certidão negativa na Justiça", comemora o presidente Nélson Lira.

Zerada a maior dívida

A ação trabalhista de maior valor envolvia uma multa aplicada pelo Ministério Público do Trabalho em 2001 por uma série de situações trabalhistas irregulares. Com a aplicação de várias multas por descumprimento, a dívida se transformou em uma "bola de neve" e ultrapassou o valor de R$ 600 mil.

No Nucon foi firmado acordo com o Ministério Público do Trabalho e o pagamento da dívida foi substituído por uma pena de prestação de serviços à população, via Secretaria de Ação Social da Prefeitura de João Pessoa. Por um período de dois anos, o Botafogo se comprometeu a disponibilizar as dependências do seu Centro de Treinamento, além dos seus profissionais, para a realização de trabalhos educativos, direcionados pela Secretaria de Ação Social e oferecidos a alunos de escolas públicas, obedecendo a uma carga de 12 horas semanais, o que equivale a três turnos por semana.

Dívida com técnico, jogador e preparador físico

A maioria dos processos conciliados pelo Botafogo inclui ex-jogadores e ex-técnicos do clube. O ex-jogador Marcos Antônio do Nascimento fechou um acordo no valor de R$ 130 mil e vai receber parcelas mensais de mil reais. O fisiologista Alexandre Queiroga Duarte fechou acordo em uma dívida de R$ 50 mil, também em parcelas de mil reais.

O ex-técnico do Botafogo, Natazilio Freitas Nascimento, mais conhecido pelo sobrenome, negociou uma dívida menor, de R$ 41 mil, sendo R$ 10.000,00 em julho e mais 15 parcelas de R$ 2,1 mil.


Fonte: Portal Correio
(23/07/2012)

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics