segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Seca - Cássio pede apoio da imprensa para divulgação da tragédia da seca



O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) está sugerindo que toda a imprensa relate “insistentemente” as consequências que a estiagem prolongada tem causado no semiárido nordestino. Se referindo às empresas paraibanas, ele disse que é preciso o engajamento total de todos os veículos para que esse alarme chegue e sensibilize os ouvidos do Governo Federal.

Na semana passada ele sugeriu em pronunciamento da tribuna do Senado que a presidente da República decretasse estado de emergência em todo o Nordeste para que a burocracia não atrasasse ainda mais o auxílio às pessoas que estão sem água e sem comida. “sem esquecer a situação calamitosa pela qual passa o nosso rebanho”.

Cássio Cunha Lima declarou, indignado, que para que as obras para a Copa do Mundo não sofressem atraso, o governo fez aprovar no Congresso Nacional o chamado RDC (Regime Diferenciado de Contratações), mas que no caso das obras necessárias a minorar o sofrimento de populações inteiras tem apenas ficado na promessa enquanto a nossa economia vai sendo dizimada. Citando o saudoso tribuno Raimundo Asfora, ao falar da falta de assistência do Governo Federal ao Nordeste, disse ,“o governo promete como sem falta e falta como sem dúvida”.

Bancada unida

Conforme entendimento do senador paraibano, a bancada federal está unida cobrando a retomada das obras da transposição de águas do Rio São Francisco além das medidas emergências de ajuda à população e de socorro ao rebanho. “É preciso liberar recursos para o exército brasileiro, prefeituras e estados não deixarem de assistir as comunidades com o uso de carros pipas, ampliar a perfuração de poços, construção de barragens subterrâneas e cisternas, além da ampliação da rede de adutoras”, declarou Cássio.

Para salvar o que resta do rebanho o senador cobra que imediatamente o Governo Federal, através da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), compre e disponibilize principalmente o milho que falta em toda a região, “sugeri inclusive em audiência com o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, que para o armazenamento do milho, fosse utilizado o porto de Cabedelo e que o governo do Estado poderia ajudar nesse sentido”, afirmou o senador Cássio Cunha Lima.

Cássio salientou que mais do que nunca que se faz necessária a participação continua, insistente e vigilante da nossa imprensa na divulgação desta que é seguramente a maior estiagem dos últimos 50 anos deixando as pessoas com sede, enfrentando temperaturas extremas que causam sofrimento e doenças que atingem principalmente os mais velhos e as nossas crianças, e que está dizimando o nosso rebanho, que mata, lenta e continuamente assolando a nossa já frágil economia, desabafou. Foto: Jaciara Aires


Assessoria
(26/11/2012)

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics