sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Em Cajazeiras – Arbitragem interfere no resultado da partida anulando um gol lícito do Botafogo



Líder isolado (10 pontos) e invicto na competição estadual são condições que deixaram o Botafogo mais consciente da importância do ponto conquistado fora de casa diante o Atlético de Cajazeiras (1 a 1), na noite desta quinta-feira (17), no Estádio Perpetão, em jogo válido pela 4ª Rodada do Campeonato Paraibano.

Pela segunda vez seguida na competição, o Botafogo saiu atrás do marcador e conseguiu deixar o campo de jogo pontuando, foi assim na vitória de virada diante o Treze de Campina Grande e no empate diante o Atlético. Isso é prova do poder de reação do time do Botafogo, que apesar de está evoluindo na competição demonstra também que ainda falta muita coisa para ser corrigida.

Neste último jogo, a velocidade e o ritmo de jogo apresentado pelos donos da casa nos primeiros 45 minutos chegaram a surpreender não apenas aos jogadores do Botafogo, mas a todos que compareceram àquela praça esportiva.

O time do Atlético começou o jogo imprimindo uma velocidade digna de competidores olímpicos na modalidade de atletismo, e aproveitando o entrosamento entre os jogadores Cleitinho e França levou muito perigo a defensiva botafoguense, que soube se segurar até os 13 minutos, quando após uma falha na saída de bola permitiu que o atacante atleticano ficasse de cara com o goleiro Genivaldo, que ainda tentou sair, mas França aproveitou bem a oportunidade e abriu o placar do jogo.

Depois do gol, o time do Atlético continuou no mesmo frisson e o Botafogo não conseguia responder no mesmo ritmo, contudo, o primeiro tempo terminou com a vitória parcial dos donos da casa pelo placar de um tento a zero.

No intervalo da partida, nem Botafogo nem Atlético mexeram em suas respectivas formações e o treinador do Botafogo aproveitou para corrigir os principais pontos falhos do time.

No segundo tempo, o time do Botafogo se apresentou com uma postura diferente da primeira etapa, correndo mais, diminuindo os espaços na marcação e se impondo dentro da partida, já o time atleticano dava mostras de que o pique iria continuar do mesmo jeito, mas o Azulão só teve fôlego até os 10 minutos, depois disso o time começou a cair de produção, ao passo que o Botafogo começou a mandar no jogo.

O treinador do Botafogo realizou duas substituições que inflamaram mais ainda a pressão do seu time sobre o adversário, aos 19, saiu Gil Bala para a entrada de Fábio Neves, e aos 20 foi a vez de Fernando sair para a entrada de Leozinho. Com jogadores descansados atuando em pontos estratégicos dentro do campo, não demorou muito para que o Botafogo chegasse ao gol de empate, que aconteceu aos 29, após um escanteio da direita cobrado por Fábio Neves, a defensiva atleticana falhou e a pelota sobrou para o atacante Edgard, que finalizou com estilo, colocando a pelota para o fundo da meta de Aloísio.

Daí para frente o Atlético se segurou como pode para não tomar uma virada do Botafogo, que só não aconteceu devido às espetaculares defesas do goleiro Aloísio e da falha técnica do árbitro central, Éder Caxias, que confirmou um impedimento inexistente do Botafogo, assinalado pelo assistente Luiz Felipe, e anulou o gol do volante Izaias, que seria o gol da vitória do Botafogo.


Fábio Fernandes
Ascom – BFC

Timemania – Aposte no Botafogo-PB como seu time do coração!

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics