sábado, 11 de maio de 2013

Vereadora Jacqueline apresenta Projeto de Lei para incentivar cabedelenses a doar sangue.



Com o objetivo de estimular os cabedelenses a serem doadores de sangue, a vereadora Jacqueline (PRP) apresentou, na Sessão dessa quinta-feira (09), o Projeto de Lei 043/2013, que cria o Programa de Incentivo à Doação de Sangue. Pela manhã, a parlamentar visitou a “Campanha de Doação de Sangue” em Cabedelo, realizada no Hospital Municipal Padre Alfredo Barbosa, através de uma parceria entre a Prefeitura e o Hemocentro da Paraíba, e constatou a necessidade de incentivar a doação voluntária.

“Doar sangue é um gesto simples e tem o poder de salvar vidas, pois são muitas as demandas para a captação de sangue: acidentes, portadores de hemofilia, leucemia, anemia, entre outros. Mas esse ato louvável de doar sangue, infelizmente, ainda não é prática corriqueira entre nossos munícipes”, afirmou Jacqueline.

A parlamentar ressaltou que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a média da população doadora de sangue deve estar entre 3% e 5% em relação à população total do país mas, entre todos os brasileiros que doaram sangue nos últimos anos, a média ficou em 1,8% da população, bem inferior à estimativa preconizada pela OMS.

Jacqueline parabenizou o Prefeito Luceninha pala realização da Campanha e explicou que o Projeto de Lei apresentado por ela prevê a realização de outros eventos para estímulo à doação de sangue no âmbito do município. O Projeto também assegura ao servidor municipal isenção de falta ao trabalho no dia em que doar sangue, mediante comprovação da instituição pública na qual foi realizada a coleta.

Ainda segundo o Programa proposto por Jacqueline, a Prefeitura criará um cadastro denominado “Parceiro Solidário da Administração Pública”, onde constará o nome dos servidores municipais doadores e a quantidade de doações realizadas. “Anualmente, a Prefeitura poderá realizar um evento para prestigiar os doadores, concedendo-lhes certificado de ‘Parceiro Solidário da Administração Pública`, como forma de incentivo e valorização dos doadores”, destacou a autora do Projeto de Lei.

A vereadora Jacqueline ressalta que a doação de sangue não traz nenhum prejuízo ao doador, mas o candidato à doação passa por um exame médico e só poderá doar se estiver em boas condições de saúde. De acordo com regulamentação federal, as mulheres podem doar sangue até três vezes por ano e os homens até quatro vezes.


Assessoria de Imprensa da vereadora Jacqueline

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics