quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Número de brasileiros em situação de miséria cresceu no ano passado.



Christiane Pelajo - Foto: Reprodução TV Globo.
Aumentou, em 2013, o total de brasileiros em situação de miséria. Depois de uma década em trajetória de queda, que começou em 2003, o número tinha chegado a 10,081 milhões em 2012, bem abaixo dos patamares anteriores. Mas, no ano seguinte, a situação piorou: eram 10,452 milhões de brasileiros miseráveis, quase 4% de alta. São considerados miseráveis aqueles que não têm dinheiro para se alimentar com o mínimo recomendado por organizações internacionais.

Já o total de pobres continuou em queda. Em 2012, eram pouco mais de 30 milhões. Em 2013, menos de 29 milhões de brasileiros. O gráfico não mostra o ano de 2010 porque não houve pesquisa nesse ano. Os dados são do Ipea (Instituto de Pesquisa econômica Aplicada) e refletem, segundo especialistas, uma piora na economia do país. O governo discorda.

“Enquanto a economia crescia e estava punjante, você via quedas sucessivas e contínuas da pobreza e da extrema pobreza. O Brasil começa a crescer menos e a inflação aumenta. Qual é o primeiro sinal social, a consequência social disso? É o aumento da extrema pobreza”, aponta Manuel Thedim, diretor do Instituto de Estudo de Trabalho e Sociedade.

“A extrema pobreza, nos dois últimos anos, teve uma queda 50% acima da prevista pelas metas do milênio da ONU. Se vocês querem olhar para um lado A ou um lado B, existe uma estabilidade do desemprego, existe uma estabilidade da pobreza, da desigualdade, mas um crescimento geral da nação bastante razoável nesse período", explica Marcelo Neri, ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos.


Fonte: Jornal da Globo


0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons
Real Time Web Analytics