terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Projeto pioneiro incentiva cultivo de hortas nas escolas municipais



Projeto Bio Horta (Foto: Michael Sampaio)
A Secretaria de Meio Ambiente, Pesca e Aquicultura de Cabedelo (Semapa), em parceria com a Secretaria de Educação (Seduc) iniciou, nesta segunda-feira (22), a ação piloto do Projeto Bio Horta. A iniciativa aconteceu na Escola Damásio França de Macêdo, no bairro de Santa Catarina, e busca, de forma pioneira, utilizar os espaços das escolas municipais para a instalação de canteiros de cultivo de hortaliças.

“A horta pode vir a ser um laboratório vivo para diferentes atividades didáticas. Além disso, o seu preparo oferece várias vantagens para a comunidade, dentre elas, proporcionar a produção de uma grande variedade de alimentos. Estes, além de saudáveis, são produzidos a baixo custo e podem ser usados na merenda escolar e até mesmo levados para casa” explicou o agrônomo Alberto Magno.

Como uma forma de fazer o aprendizado escolar chegar até o ambiente familiar, o Bio Horta estimula a prática dos 4Rs (Reduzir, Reutilizar, Reciclar e Reeducar). Além disso, pode ser mais uma ferramenta pedagógica nas relações de ensino-aprendizagem de caráter interdisciplinar. De forma lúdica, os alunos interagem na teoria e prática sobre conceitos de alimentação saudável, correta manipulação dos alimentos, aspectos nutricionais, economia de água, reciclagem, entre outros. Além disso, os estudantes têm contato com modernos conceitos de produção de alimentos, utilizando pneus usados, tubulações plásticas, garrafas pets, madeira e outros itens obtidos da Coleta Seletiva, de forma a reaproveitar esses itens descartados.

“Entendemos o Bio Horta como mais um importante recurso pedagógico, e que deverá ocorrer em outras escolas do município, onde os alunos serão, inclusive, avaliados quanto ao aprendizado nessa prática” destacou a Micheline Silva, diretora da escola.

O Bio Horta prevê a preparação de berçários de mudas em cada escola, onde os alunos poderão levar para casa tubetes com plantas já prontas para o cultivo em suas casas. Deverão ser cultivados tomate, alface, rúcula, quiabo, couve, coentro e pimentão. O projeto contempla, ainda, a preparação de adubo orgânico ao lado de cada cultivo.


Fonte: Secom Cabedelo

0 comentários:

Postar um comentário

 
Real Time Web Analytics